os limites e barreiras que você deve impor para preservar sua mente

Publicidade

Definir limites é essencial para preservar nossa saúde física e mental. É importante que nos conheçamos e cuidemos da nossa forma e estilo de vida, de forma que devemos levar em consideração a necessidade de impor barreiras saudáveis, seja no trabalho, com amigos ou com o parceiro.

Profissionais de saúde mental dão muito importância de nos colocarmos em primeiro lugar para lidar com os problemas que a vida nos apresenta. Assim, cuidar do nosso corpo, mas sobretudo da nossa mente, é a base para construir relações saudáveis ​​e ao mesmo tempo ajudar-nos a nós próprios, bem como evitar transtornos alimentares, psicológicos e derivados. A seguir, falamos sobre cinco limites que devemos estabelecer para alcançá-lo:

Publicidade

limites emocionais

Limites emocionais referem-se a os sentimentos de uma pessoa. Estes são necessários para manter uma boa saúde mental e sentimental, e devemos saber que, por mais extremos que pareçam, não é uma escolha egoísta.

As pessoas processam os nossos sentimentos de formas muito diferentes, e é um aspeto a ter em conta uma vez que cada ser humano tem uma forma de compreender as coisas, bem como uma receção e impacto diferente de cada problema. A melhor forma de estabelecer limites emocionais é dizendo suas necessidades, seja qual for o momento e, acima de tudo, de forma clara e concisa, para evitar confusões.

Entre outras, isto é dizer “não” quando sentimos que deveria ser “não”; é não se deixar levar pelas emoções ou decisões dos outros mesmo que queiramos evitar um conflito ou terminar um relacionamento que não nos faz bem.

Publicidade

limites mentais

De mãos dadas com os limites emocionais, os limites mentais referem-se a um traço de personalidade que impede ou permite que nos sintamos confiantes sobre o que analisamos. Marcar barreiras mentais fará com que o resto das pessoas aceite melhor sua singularidade e opiniões, sem receber um julgamento de sua parte.

Publicidade

Nossa intimidade, sentimentos ou decisões estão envolvidos, de forma que estabelecer limites claros é um fator na busca pelo cuidado com o bem-estar mental.

limites nos relacionamentos

Como pessoas, somos seres sociais que precisam estar perto das pessoas. Mas às vezes, pela personalidade de cada ser humano, fica difícil lidar com o resto do mundo ou, pior, não saber colocar limites na forma como os outros te tratam.

Quando existe um vínculo com alguém, é muito difícil acabar com tudo que estagna nossa saúde mental. Por medo de perder os outros, por sentir aquela “necessidade” de estar rodeado de pessoas ou simplesmente por baixa auto-estima ou falta de auto-estima, às vezes deixamos que ultrapassem aquelas linhas vermelhas que deveriam ser inquebráveis.

A comunicação é essencial para colocar essa barreira e, novamente, é preciso esclarecer que o sentimento de egoísmo deve desaparecer na hora de estabelecer os limites nos relacionamentos.

limites de tempo

Com o passar dos anos, o tempo diminui cada vez. As responsabilidades como o trabalho, os estudos ou a necessidade de se conectar consigo mesmo às vezes impossibilitam a coincidência com o tempo dos outros. Não obstante, seu tempo é seu tempo, ele deve ser respeitado e, assim como roubar horas de si mesmo para oferecê-las a amigos, conhecidos ou familiares pode ser uma boa opção para se desconectar, às vezes também pode frustrá-lo ou esgotá-lo mentalmente ou não ouvir a necessidade de se conectar consigo mesmo.

Depois de definir limites e entender a importância do seu tempo, você pode definir o padrão para outras pessoas.

limites na comunicação

Parece básico, mas às vezes, em momentos de tensão com outras pessoas, é inevitável gritar, agir de forma agressiva ou agir contra a integridade física. Estabelecer limites físicos e na comunicação é essencial não só como espaço pessoal, mas também em todos os lugares que nos pertencem.

A melhor recomendação é parar de exaltar sua voz, gestos, palavras, olhares ou linguagem corporal que você sente que podem ser prejudiciais, bem como pedir que não ajam de forma tão prejudicial contra você. Acima de tudo, sinaliza quando parece que o limite foi ultrapassado sem perder o controle da comunicação, o aspecto mais importante da nossa vida.

Você pode gostar...

Artigos populares...