Eles retiram um enxaguante bucal devido a uma possível contaminação por uma bactéria

Publicidade

A Agência Espanhola de Medicamentos e Produtos de Saúde (AEMPS) ordenou a retirada de um enxaguatório bucal após receber uma notificação de possível contaminação. É sobre lote 0100320123 do enxaguante bucal Clorexidina + Xilitol Imark em formato de dose única para bochechos, devido à possível presença da bactéria Burkholderia cepacia. Esta bactéria pode apresentar riscos para pessoas com problemas de saúde ou sistema imunológico enfraquecido.

Publicidade

A AEMPS solicitou ao fabricante do produto, Imark-Hospital, SL as medidas cautelares necessárias à cessação da comercialização e utilização do produto, bem como imobilização de todas as unidades do referido lote, até a constatação da ausência de contaminação. Este colutório é distribuído principalmente no canal hospitalar, mas sua presença em outras áreas não pode ser descartada.

Publicidade
Publicidade

Além disso, também solicitou à empresa fabricante que inicie uma investigação para esclarecer as causas da possível contaminação, e envie amostras do lote afetado, dos dois lotes anteriores e dos dois lotes subsequentes para análise. A empresa cessou a comercialização do produto e comunicou a imobilização e cessação da sua utilização nos centros onde foi distribuído.

Neste sentido, a Saúde solicitou ao Imark-Hospital, SL a realização de uma investigação para determinar as causas da possível contaminação do lote imobilizado. Além disso, os diferentes serviços de saúde das diferentes comunidades autónomas foram informados da decisão, para que estejam alertas e tomem medidas para imobilizar as unidades do lote que possam estar em circulação.

Você pode gostar...

Artigos populares...