Apenas uma em cada três prescrições de antibióticos em hospitais é apropriada

Publicidade

Apenas uma em cada três prescrições de antibióticos em hospitais espanhóis é apropriada. É o que revela um artigo publicado na revista “Farmacia Hospitalaria”. O trabalho, intitulado “Pausar: Prevalência e adequação do uso hospitalar de antimicrobianos na Espanha”, destaca que o uso inadequado desses medicamentos em hospitais “é um fato que assumimos ser mais ou menos verdadeiro, embora seja difícil de quantificar pelas dificuldades metodológicas e práticas envolvidas na sua medição e pela falta de padronização da sua avaliação».

Publicidade

o estudo tem com a participação de 103 hospitais em que farmacêuticos, com método de avaliação consensual, revisaram as prescrições de 3.568 pacientes, dos quais 42% receberam antimicrobianos. A análise dos dados supôs que 34% das prescrições foram qualificadas como adequadas, 45% como melhoráveis, 19% inadequadas e 2% não avaliáveis.

Publicidade
Publicidade

Assim, é especialmente relevante o aumento da resistência bacteriana aos antimicrobianos, que se tornou um problema de saúde mundialDe fato, a OMS estabelece a otimização do uso de antimicrobianos como um dos cinco objetivos estratégicos para o combate à resistência microbiana.

“Essa informação reafirma a ideia de que é preciso conhecer a prevalência e mensurar a adequação do uso de antimicrobianos como etapa prévia para projetar e realizar ações de melhoria e medir o impacto de sua implementação no âmbito dos Programas de Otimização do Uso de Antimicrobianos”, afirma José María Gutiérrez, farmacêutico hospitalar do Complexo Hospitalar da Corunha e autor do estudo.

Você pode gostar...

Artigos populares...